sexta-feira, 12 de maio de 2017

Procura-se.

Procura-se alguém para dividir um amor.
Procura-se alguém para dividir um apartamento.
Procura-se alguém que tenha um coração, de preferencia não
de preço, mas que seja de valor.

Procura-se alguém com vontade de viver.
Procura-se alguém que tenha sonhos em mente. De
preferência, com disposição em atitudes para realiza-los.

Procura-se não alguém que goste somente de sol o tempo
todo, mas alguém que quando o tempo tras chuva, essa pessoa
goste de sair para fora e não ter medo de se molhar.

Procura-se alguém que saiba não somente colocar a
quantidade certa de açúcar em uma receita, mas
colocar a doçura em sorrisos no dia a dia.

Procura-se alguém para se sentar a varanda em dia de
chuva e escutar o som do trovão, assim como também
escutar os sentimentos do meu coração em dias de aflição.

Procura-se alguém imperfeito capaz de perceber que a
única perfeição que pode o completar está acima dele.
Uma que não se vê, mas se sente.

Procura-se alguém que tenha propósitos de viver para
além desta vida. Alguém capaz de passar todas as estações
de inverno da alma. Alguém com coragem capaz para enfrentar
uma luta não de braços mas com joelhos no chão.

Procura-se alguém de beleza oculta. Alguém que escuta.
Alguém que tenha estrutura de amor, linhagem
humilde, historia de valor.

Procura-se [...]


domingo, 2 de abril de 2017

A Moça e a Essência.

" Só a moça com o seu fino instinto de Mulher, lhe compreendia as delicadezas do coração" - O Jardineiro Timóteo.


 Esse trecho trás a memória a essência que havia dentro de mim, se tratando do meu passado quando mais moça. Atualmente as exigências da vida deixou mais forte e fino instinto de mulher, mas para viver o dia bem calmo é necessário trazer de volta ao coração a delicadeza de moça, que logo nos levará a essência verdadeira de quem realmente sou.
 Com tudo isso me leva a crer que o espiritual está ligado a essas fases: a essência de moça e instinto de mulher. Enquanto o conceito essência ela se remete a pessoa real, a ser puro, sem contaminação algum, logo é gerado o delicado, pois para tudo aquilo que é limpo, passa a perceber todos os detalhes e a querer acrescentar para si, companhia de outro algo puro; um sentimento talvez, como o amor, que quando aprendemos algo sobre ele queremos compartilhar, mesmo que conscientemente ou não, e
acontece assim com o amor. E então começa o jogar da semente a essência, o real ganha forma: A Moça.

 Jovem, cheia de vida, cheia de amor, com toda a sua essência e delicadeza, esbanja simpatia, converte o sentimento de paz dentro de si em sorriso aberto para todos que tem o privilégio de viver com ela. Forte, decidida, carrega em si a força de espírito de fé. Ela não vive em um conto de fadas, mas crê que faz parte de algo bem maior e logo se anima por sua essência ser preservada e cuidada por alguém cuja a forma física não conhece do tal ser, mas sabe pelo coração essência e pureza, que pertence a algo do mesmo.
 Assim, toda a sua essência e mocidade refletiram posicionamentos em vida pessoal, a moldando de tempos em tempos o seu caráter, e em um nível de amadurecimento, se tornou a mulher, que de coração delicado, compreendeu que em Timóteo, refletia também a sua essência de que um dia a fez ser moça também, a olhar os detalhes da vida, como flores arcaicas do jardim de Timóteo.